sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

 
Amor é mel
Amo amar,
e nesse amor me lambuzar.
Dos seus lábios sorver o doce mel de seu amor.
Deixar a minha vida aflorar
nos teus braços.
 Sem remorsos me entregar.
 
Deixando você me transportar nessa magia.
Nesse amor somente nosso,
egoísta e único.
Não somos dois, somos um,
entre nós somente esse amor avassalador.
Que nos faz esquecer,
do mundo lá fora.
dos horários, das noites e dias.
 
 


terça-feira, 3 de dezembro de 2013

 
Pura Magia
Há no correr das horas
uma esperança
uma espera sonhada
que sonha toda criança.
 
No repicar dos sinos
no ar adocicado
um despertar
embalando o adormecido.
 
Pura magia
nas cores reluzentes
e mesmo no mais sombrio lugar
brilha uma luz.
Em torres de vidro
ou choupanas de palha
nesta pura magia
nasce Jesus!

segunda-feira, 15 de julho de 2013

 
Folhas Desbotadas

Suave corre o tempo,
passando ora despercebido,
ora corrido.

Há colorido nos momentos outrora vividos.
Agora folhas esmaecidas de um livro já lido.

Mas nelas existem amores vividos,
lágrimas derramadas,
alegria de  enamorados.

Um corpo desnudo
do pudor, por puro amor.
Há sorrisos ruborizados,
cochichos recatados,
planos compactuados,
paixão vivida.

As folhas desbotadas do livro lido
despencam, caídas uma a uma...
aos pés da senhora vida

sábado, 11 de maio de 2013

Um Carinho     (Indriso)

Reconfortante, abrasador 
Ora tão leve,
Ora tão protetor.

Agasalha com fervor,
Beija com suavidade
Abraçando em seu calor.

               Sempre Mãe...
               Protetora, anjo de amor.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Idosa Idade
Há no olhar
uma doce esperança,
quase um sorriso
de uma eterna criança.

A vida passa
levando toda leveza
desta  criança quase travessa,
tratando–a   com indelicadeza.

Marcando o rosto,
transformando a vida,
desbotando as cores
da criança crescida.

Tão algoz chega o tempo
deixando o corpo encurvado,
o caminhar lento
trôpego, cansado.

A jovem alma corre
em uma alegre dança,
brincando  com o velho corpo,
arqueado como herança.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Eu e Você
(Poetrix)

Fagulhas elétricas.
Uma tensão que une, desune.
Arruma, desarruma.

quinta-feira, 11 de abril de 2013


Doce Perfume
Perfume que acalma.
Adormece os sonhos,
extasia os sentidos.

Em transparentes lembranças.
Trazendo doces manhãs orvalhadas.
Inesquecíveis noites passadas.

                       Capim cidreira.
                       Leito dos momentos perfumados.